Talvez não devesse dizer

Achei que depois daquela outra, eu nunca mais me sentiria assim, a gente nunca acha. Parece que se não deu certo uma vez, nunca mais vai dar.  E sabe? Talvez eu não quisesse mesmo. Talvez fosse bom dar um tempo, cuidar de mim, das coisas ao meu redor, tirar a poeira de tudo, chacoalhar o corpo e colocar a cabeça no lugar. Talvez fosse, mas a gente nunca escolhe esse tipo de coisa, nunca somos consultados por ninguém, e quando vamos ver, já não tem mais volta.

Por mais que você diga que sou difícil de decifrar, sei que já deixei tudo nas entrelinhas. Na minha voz quando falo com você, no meu sorriso bobo quando a resposta some, no meu olhar pensativo quando olho uma foto sua, na minha inquietação quando estou longe de você.
Longe e ao mesmo tempo tão perto, sempre me surpreendendo, atenciosa, instável, tímida, carinhosa, tão você. De um jeito que só você sabe ser, de um jeito que só você faz eu me sentir.
Talvez todo esse receio em me permitir fosse medo. Culpa dessa mania de sempre esperar o pior das pessoas, só pra me defender, desse jeito covarde só meu, desse pessimismo de achar que sempre vai dar errado e que nunca vou conseguir fazer alguém feliz o bastante. Logo eu, que sempre disse que viver com medo de ser feliz não é viver, logo eu, que sempre fui crítico de amigos que nunca se permitiam. Logo eu, me peguei pensando em você.
Sabe? Está sendo ótimo, nunca me senti tão vivo, tão disposto, tão preparado pra enfrentar tudo, tão esperançoso, tão eu. Não sei que nome dar para isso, apenas sei que é bom e que quero me sentir assim pro resto da minha vida se for possível. Desculpa ser direto assim, mas talvez esse seja meu desejo por saber que preciso de você pra isso.
Se me perguntassem há alguns dias atrás, eu bateria o pé no chão pra dizer que não, negaria com todas as minhas forças como já fiz, mudaria de assunto só pra não pensar nisso e não aumentar minhas dúvidas. Não iria me permitir, não por você. Mas sou fraco, e se quer saber:  ser fraco foi uma das melhores coisas que fiz na vida.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s