Carta pra ela

[você pode ler esse texto ouvindo Vance Joy – Riptide]


Oi, estava fazendo um balanço da minha vida nos últimos meses e decidi que precisava te escrever pra contar algumas coisas. Eu vou te entender caso queira rasgar o papel agora e atear fogo, tá tudo bem.

Se existe um culpado nessa história toda, esse culpado sou eu. O maior culpado, o maior prejudicado e o que mais gosta de ser fazer de vítima, repetindo como um mantra “desculpa, é que passou alguém aqui antes e levou tudo”. E olha, pode até ser que sim, mas isso nunca foi motivo pra nada, mas eu decidi que seria a minha desculpa.

Por mais que a gente mude sem perceber, uma hora a gente percebe. E quando percebe, dá pra dizer se o que nos tornamos agrada ou não, e se não agrada a gente muda, certo? Certo, a diferença é que eu não gostei, mas também não comecei a mudar ainda e estou pagando um preço alto por isso.

Pode até ser bom ficar na defensiva e tocar o “foda-se” toda vez que alguma coisa faz o meu coração bater mais forte. Envolvo-me menos, me machuco menos, e até agora, sempre consegui escapar antes que fosse tarde. Mas é esse também o problema.

Não me envolvo mais, já nem sei qual foi a última vez que meu coração bateu forte por um motivo que eu me permitisse gostar, e borboletas no estômago? Parece que foram extintas.

Você é incrível. Seu sorriso continua sendo lindo e eu nunca disse isso sem realmente achar, por mais que soubesse o que você queria ouvir. A parte boa disso tudo, é que você me fez perceber que a ainda existem pessoas pelas quais eu posso me apaixonar e que a vida vai ser bonita e amanhã eu volto a sorrir.

Eu sinto muito por ter te conhecido na época errada. Por mim mesmo, porque não fui capaz de ser bom pra você e preferi te ver voando pra longe a subindo no altar. É o preço que pago toda vez que escolho ser uma pessoa que não gosto.
Mas até algum dia, quem sabe. Não porque você deva voltar, nem porque eu vou atrás de você pra recuperar o tempo perdido, mas sim porque a vida sempre me surpreende. Ela tirou meu teto e me deu as estrelas, mas eu preferi fechar os olhos e voltar a dormir.
Anúncios

Um comentário sobre “Carta pra ela”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s