um mês

Um mês. O primeiro mês depois de mais de um ano. E parece que fizemos mais em 30 dias do que em um ano daquilo que tínhamos. Conheci seus pais, você os meus, dormi na sua casa, você na minha. Rápido demais? Talvez. Mas não tem certo ou errado nesses casos.

Pra dizer a verdade as coisas não mudaram drasticamente desde o pedido. Talvez porque já estivéssemos praticamente em um namoro, talvez porque não deixamos a pressão de um relacionamento sério mudar algo em nós. E que bom que é assim, preserva a essência e a leveza de sempre, algo que nos mantém juntos até hoje.

Você foi diferente de todas e fez fazer sentido a máxima de que “quando uma pessoa certa chegar, você vai entender porque nunca deu certo antes”. Não foi paixão, fugiu do script, nem era algo sério, não era pra ser duradouro. E cá estamos, contrariando todas as previsões e projeções iniciais.

Amo quando te envolvo em meus braços, pequena. E sei que você se sente protegida de tudo enquanto ali está. Eu não sei se existe um casal perfeito, mas eu chutaria que estamos bem perto de ser um, se existir.

Obrigado pela parceria de sempre. Feliz um mês, feliz nós dois.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s